Ta explicado!

Em conversa por telefone com o leitor Cleber Zerrenner, da sucursal do DnG em Vienna, o sargento da PM que inspecionou o vestiário do Sâo Paulo no Parque Antárctica garantiu que não havia vestígio de gás tóxico no local. Apenas uma barata, que ele tratou de matar. Isto explica, naturalmente, toda a gritaria e choradeira do efetivo tricolor, né não?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *