Vamos combinar

Por motivos óbvios, não se deve perguntar à mulher que morreu atingida pelo caixão do próprio marido se ela “anotou a placa”. Seria muita decepção pra uma pessoa só, né não?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *