Cem anos de sofrimento

Há 100 anos, em um primeiro de setembro distante, um grupo de operários do bairro do Bom Retiro fundava o time da marginal sem número. Nascia então o Esporte Clube Corinthians Paulista, como está no estatuto do time. E Timão, como aparece no Boletim de Ocorrência.

Cem anos de história. Um bom motivo pra comemorar, não fosse fraco ano do time, que começou 2010 pretensioso, querendo ganhar tudo, mas que segue seco sem ganhar nada. Trouxe até Ronaldo e Roberto Carlos pra engrossar o caldo. Mas não deu samba.

Só pra relembrar, o time começou o ano sem estádio, não ganhou carnaval, copa paulistinha, paulistão e como sempre, não levou a Libertadores. É, como sempre, oras! Nem no ano dos cem anos o Corinthians conseguiu carimbar o passaporte pra sair do país. E o mais longe que o time conseguiu ir até hoje na busca pela internacionalidade, foi com aquele mundial que só o corintiano típico acredita que vale. Mais ninguém.

Pra piorar, recentemente o time quase perdeu sua maior conquista, Ronaldo. Um jogador que ao contrario do time, está sempre ganhando. Peso, no caso. Mas ultimamente ele até que vem tentando, a muito custo, colocar o Corinthians na disputa do Brasileirão. Se consegue, só Deus e Kaká acreditam.

Mas apesar de tudo, o Corinthians deve festejar. É o time com a segunda maior torcida do país, fora dos presídios. Dentro das quatro muralhas, é primeiro absoluto! Tem um elenco da pesada, capitaneado por Ronaldo. E é quase sede da Copa do Mundo de 2014. Coisa de louco mesmo…

Por isso, amigo corintiano alfabetizado que lê esse post, pare o delito que está cometendo e comemore! Afinal, mesmo que não traga tantas alegrias pra sua fiel torcida, o Timão continua dando alegria e fazendo rir todas as outras. Pois só tem uma coisa melhor que torcer pelo Corinthians: torcer contra!

E a gente segue torcendo. Todos nós! Só pra não perder o costume. Vai Curíntia! Pra bem longe!

3 thoughts on “Cem anos de sofrimento

  1. Logo se vê q vc nao entende nada de futebol.

    O Corinthians nasceu no Bom Retiro, longe da marginal. O lance da Marginal Sem Número veio depois, com a construção da Fazendinha. PÉÉÉÉÉÉÉÉ.

    É SPORT CLUB Corinthians Paulista, não ESPORTE CLUBE. É em ingreis, merrmo, em homenagem ao time bretão. PÉÉÉÉÉÉÉÉ.

    O Corinthians não trouxe Ronaldo para o centenário. Trouxe em 2009, quando o Gordo foi campeão Paulista e da Copa do Brasil. 2 títulos em 3 disputados no ano. PÉÉÉÉÉÉÉÉ.

    Acho que não dá pra chamar de fiasco um ano em que o time é vice-líder do Brasileirão e teve a melhor campanha da primeira fase da Libertadores. Não houve título, mas houve luta. Isso basta pro coração corintiano. PÉÉÉÉÉÉÉÉ.

    Discussão sobre o Mundial de 2000 já era, é retrô. Tá lá, carimbado pela Fifa, desde o começo. Ninguém mais discute. PÉÉÉÉÉÉÉÉ.

    E pra finalizar, vc não conseguiu uma piada boa nesse texto. Está bem aquém da sua capacidade. PÉÉÉÉÉÉÉÉ.

    Faz mais!!!

  2. Boas, Luiz!

    Obrigado pelo comentário bem escrito, mas vou ter que contestar alguns pontos.

    Concordo sobre “time da marginal sem número”, mas eu não disse que o nome tem a ver com o Bom Retiro. E nem podia. Desde quando morar na beira do esgoto é um bom retiro?

    Sobre o nome inglês vc tem razão, até fica chique, mas… licença poética para traduzir.

    Também não disse que o Gordera veio em 2010, mas q ele foi a maior conquista do time até o momento e isso basta olhar pra ver.

    Vice-líder eu respeito. Mas melhor campanha de um campeonato, qualquer bom entendedor de futebol como vc sabe que é a campanha vencedora. Não a eliminada. Mas como vc bem disse, todo corintiano que se preze já está aconstumado com esse quase.

    Mundial é mesmo retrô, tem razão. Mas nunca é demais lembrar.

    Já sobre as piadas emplacadas, aí vai do humor de cada um. Esperava contar com o seu, mesmo assim, parabéns pelo centenário e que o estádio do seu time saia do papel. Not!

    Valeu!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *