Não se engane

Não é que a Sexy da Geisy Arruda seja um “fake” de revista de mulher pelada. Longe disso! A revista fez a lição de casa, tirou a roupa da moça e jogou na cara dos leitores aquilo que muita gente garante que ela tentou mostrar, ainda nos tempos de Uniban, mas não conseguiu porque não deixaram.

Foi mesmo um bom trabalho e, comenta-se nos bastidores, desde a Playboy da Hortência os limites do Photoshop não eram extrapolados assim.

Seja como for, não se engane. Por trás da Geisy das páginas da Sexy, bem lá na dobrinha, há quem garanta que tem uma gordinha sapeca, caprichada na tintura e cheia daquelas caras e bocas aqui, louca pra sair desse corpo que tá na revista, mas não lhe pertence. Afinal, quem foi Geisy Arruda nunca perde a magestade.

A torcida só aumenta

Pra quem ficou comovido com o caso da modelo e suporte de celular, Larissa Riquelme, que ficou sem telefone depois de um assalto na Praia de Ipanema, um alento: há males que vem pra bem. A modelo terminou sua visita ao país assinando com a Playboy aqui e vai acabar sem roupa. De novo. E em breve.

Menos mal. E quanto a isso nem ela, nem a torcida do Paraguai, do Uruguai ou do Peru reclamaram. Pra quê, não é mesmo?