De olho na ressaca

Pra quem duvida que anjo da guarda de bêbado não existe, uma certeza: eles existem e trabalham no Senado. É que a Comissão de Assuntos Sociais aprovou o projeto de lei que proíbe a demissão por justa causa por alcoolismo aqui. Ou seja, se virar lei, todo “pé inchado” agora também tem direito assegurado em CLT.

A notícia é boa, os bares vão lotar, as esposas vão apanhar em casa e até o Zeca Pagodinho, que nunca trabalhou, se sentiu mais amparado pela lei que prestigia “a classe”.

Mas o projeto ainda depende da aprovação dos deputados da Câmara,  o que é quase certo, e do presidente Lula, que anda meio em dúvida se assina ou deixa no gelo. Afinal, sancionar em causa própria e em ano eleitoral pode ser pior que porre de pinga ruim.

Pausa pro cafezinho

Enquanto o país retoma sua rotina de caos com o fim das férias escolares, o Congresso Nacional aproveita o começo de agosto pra fazer uma pausa no recesso e dar uma olhada nos trabalhos.

Mas é só uma olhadinha de leve, jogo rápido mesmo. Afinal, como se sabe, é ano de eleição e os parlamentares não querem se cansar com amenidades como, por exemplo, o trabalho.